O museu é feminista – Guerrilha Girls na Bienal de Curitiba

Print
There are no translations available.

A exposição “O museu é feminista‘ e outras esperanças sobre o futuro”, não tem o objetivo único de apresentar obras icônicas das Guerrilla Girls, mas também de usar essas obras como ponto de partida para o diálogo, debate e discussão sobre o que podemos fazer para contribuir por um futuro feminista.

O coletivo, que é conhecido mundialmente desde o fim década de 80, expôs pela primeira vez no Brasil, em Curitiba, em 1992. 25 anos depois, as artistas têm uma agenda cheia por aqui: neste ano, além da participação na Trienal de Frestas, em Sorocaba, e da grande exposição no MASP, em São Paulo, também terão seus trabalhos expostos pela primeira vez na Bienal de Curitiba.
exposição tem curadoria de Carolina Loch, vencedora do Prêmio Jovens Curadores da Bienal de Curitiba 2017, e ficará aberta até o dia 25 de fevereiro de 2018.

Data: 3 de outubro de 2017 das 19h ás 21h

Local: Museu da fotografia cidade de Curitiba

Endereço: Rua presidente Carlos Cavalcanti, 533 - Solar do Barão
80020-280 Curitiba