Agonias Ilustradas

Print
There are no translations available.

Curitiba consegue harmonizar arte e turismo, basta que se pesquise a quantidade de bares literários e cafés & livrarias que estão surgindo pelas esquinas curitibanas. Dessa forma tão casual, até podemos nos deparar com artistas, escritores, músicos e afins, em ruas, bares e cafés. Curitiba começa a desmistificar um pouco essa etiquetagem de “intocáveis e inalcançáveis” artistas.
Muitos escritores se arriscam em produções independentes, ousam, dão a cara a tapa, enchem as mochilas e saem desbravando o mundo de novos leitores. É como está fazendo o escritor Jeferson Bandeira, entre tantos outros. Ele acaba de lançar seu mais novo e inusitado livro: uma aposta no suporte literário. Agonias Ilustradas (2012) é um livro-baralho, composto por 108 micronarrativas, divididas em 3 partes: Breviário ("o primeiro baralho"), Obsoleto ("o segundo baralho") e Cartas na Manga, que pode ser visto como um "extra". Cada página do livro corresponde a uma carta de um baralho, num jogo que pode possuir vários ritmos, dependendo do grau de interação e leitura de quem o abre para ler.
Nas próprias palavras do autor, "vislumbra-se o flerte: poesia & micronarrativa. Funde-se outra literatura, não estanque, avessa às alturas. Impolidas linhas que tramam na incultura. Fluido móvel, berço ou lápide da descompostura. De hirtos espinhos, flor que se inaugura. Enfim rompidas, encalacradas aparências. Faz-se convertido, cada ponto final em reticências”.                                                                                                               
O livro se abre com uma micronarrativa que aponta para a metaleitura ficcional:
“O inusitado
 Abre-o. No curto folhear, assoma a página. Pesa o dedo sobre ínfimo léxico.
Força, nota pulso, até que rompe. Do rasgo hemorrágico, mina o jorrar d’um mundo mágico e plausível”.
E se encerra com uma micronarrativa provocativa e intrigante:
“Multifuncional
Na identidade, masculino. No jeito de ser, feminino. No trabalho, o que o cliente pedisse.
Escrito Por Jeferson Bandeiras, escritor do livro "Agonias Ilustradas."
This e-mail address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it
https://twitter.com/jbandeira
https://www.facebook.com/jeferson
www.facebook.com/jeferson.bandeira.1
http://pendulocultural.com/agonias-de-um-bandeira/